terça-feira, 13 de dezembro de 2011

Ex-prisioneiros de guerra pedem que novo filme de Angelina Jolie não seja exibido em parte da Bósnia


O líder de um grupo de sérvios que foram presos durante a Guerra da Bósnia (1992 - 1995) pede que o novo filme de Angelina Jolie, "In The Land Of Blood And Honey", não seja exibido na República Sérvia, parte da Bósnia que é governada por sérvios.
Branislav Djukic, da Bosnian Serb Association of Camp Prisioners, disse que apesar de ter visto só o trailer do filme, já era possível ver que o longa "está mostrando mentiras", retratando os sérvios como os únicos que estupraram mulheres durante a guerra.
O filme, o primeiro de Jolie na direção, será lançado nos EUA em 23 de dezembro, e conta o drama de um soldado sérvio que encontra sua ex - namorada, uma bósnia muçulmana, entre as escravas sexuais de um campo de concentração. O longa foi elogiado pela plateia que já assistiu, composta por vítimas da guerra.

Nenhum comentário:

Postar um comentário