quinta-feira, 8 de dezembro de 2011

"Tive muita sorte de captar grandes momentos entre os cavalos e os atores diante da câmera, diz Spielberg sobre "Cavalo de Guerra" (War Horse).

Steven Spielberg não sabe andar a cavalo, mas tem muitos anos de convívio com os animais. E isso foi determinante na direção do seu novo filme "Cavalo de Guerra" que estréia dia 25 de Dezembro nos EUA e em 6 de Janeiro de 2012 no Brasil.
Spielberg contou em conferencia que estava em Londres, num intervalo da produção de "Tintim e o Segredo do Licorne", período em que os animadores estavam fazendo seu trabalho, a emoção o cativou ao assistir a peça homônima baseada no livro de Michael Morpurgo, convenceu-o a abrir espaço na sua agenda para realizar "Cavalo de Guerra".
Noventa e oito porcento do filme é o que se passa diante das câmeras, com cavalos de verdade. Há apenas três momentos em que se usaram cavalos digitais porque os riscos de machucar os animais era muito grande.

"Tive uma sorte tremenda de captar grandes momentos entre os cavalos e os atores diante da câmera. Em geral, você tem que cortar depois de certo ponto, porque é muito difícil ter um ator e um animal atuando bem ao mesmo tempo. Mas eu tive essa sorte - e quis manter o máximo possível dessas sequências longas, sem corte, para que o expectador possa ver a interação verdadeira entre humanos e cavalos" diz Spielberg.
"Cavalo de Guerra" está entre as previsões de vários críticos e blogueiros como favorito ao OSCAR 2012 em várias categorias,incluindo melhor filme e melhor diretor,anteriormente postei aqui no meu Blog minhas previsões pessoais para o OSCAR 2012 confiram em (postagens populares).










Nenhum comentário:

Postar um comentário